terça-feira, 26 de maio de 2009

Yoga da vida

A Yoga da vida...

O que buscas quando ficas de ponta cabeça?
Pisar nos céus, como a lembrar que por lá caminhastes?
Recordar que dos astros caístes e nas estrelas brincastes?
Uma postura invertida te faz andarilha do céu?

O que buscas ao exercitar assim o respirar?
O ar ao sair te transpotra ao mundo externo?
O ar que entra interioriza o mundo como espelho?
Sempre a pulsar entre os mundos do externo e do interno?

O que buscas quando repete e repete a postura?
A busca da perfeição primeva recordada entre brumas?
A procura do gesto correto, harmônico, belo e puro.
Como o poeta à palavra perfeita que lhe completa o verso?

O que representa o silenciar a mente e entrar no fluxo?
O que representa, em última instância, o fluxo?
O pulsar do universo reproduzido em teu coração?
Quando cessam todas a sperguntas e só se é?

Márcio Filgueiras de Amorim

*presente do meu 39º aniversário

Nenhum comentário: